NOVA ABA de nossa Página: Biblioteca de Leis da ECOSOL

27/06/2012

Nossa Rede Estadual de Saúde Mental e Economia Solidária tem crescido bastante e conseguindo ampliar sua visibilidade. Um dos princípios fundamentais de nossa REDE é a AUTOGESTÃO, a decisão coletiva em nossas reuniões mensais.

Acreditamos que a AUTOGESTÃO não é um procedimento técnico de tomar decisão, gerir um empreendimento ou a nossa REDE. A Autogestão é um processo vivo e dinâmico que se funda principalmente na Transparência e na Socialização de Informação e Conhecimentos. Nossa Página Eletrônica (nossas Redes Sociais) tem sido espaços privilegiados para a socialização de atividades, eventos, informação e conhecimento.

Nessa perspectiva colocamos a disposição para todos e todas que frequentam nossa página, uma Biblioteca de Leis da ECOSOL.

São Leis Aprovadas, Projetos de Lei em Tramitação, Apresentações de Experiências Exitosas de Políticas Públicas e Decretos que fazem avançar no Brasil a Economia Solidária como uma Política de Estado. Continuamos na Luta por conseguir aprovar a Lei que cria o Sistema Nacional de Economia Solidária.

Sistematização e Organização: Paulo (Indio), Leo Pinho e Bob/Mh2R

Muito exemplos para você em sua cidade lutar por conseguir um Marco Legal de Economia Solidária!!!

 Clique Aqui e Acesse a NOSSA Biblioteca de Leis de ECOSOL


Ata da reunião do Fórum de Ecosol da Capital 27.06.12

27/06/2012

Ata da reunião do Fórum de Ecosol da Capital 27.06.12

Participantes: Gino – CAEF Pós Custodia – Rede de Saude Mental e ECOSOL, Paulo Indio – Ivoz, Lucimeire – Caritas Brasilândia, Carlos – cooperativa 18 de maio – Rede de Saúde Mental e ECOSOL, Sonia – Marcha Mundial das mulheres, Carlos – Carinho Feito a Mão, Claudenir – Nossa Cooperarte, Rosana – Nossa Cooperate, José – Cecco, Leo – Rede de Saúde Mental  e ECOSOL, Maria Cicera – Saúde, Beatriz  – Cimi, Fernanda – Cimi e Bruno – GT economia da cultura – FPES; Marília – CRP e Rede de Saude Mental e ECOSOL; Márcia – Cecco Móoca – Rede de Saude Mental e ECOSOL;
Redação da ATA: Paulo (Indio)
Pauta:
1.       Local:
a.       Sindicato dos Bancários com garantia do ar condicionado;
b.      Segunda opção APEOESP;
2.       Organização/ metodologia/Conteúdo:
a.       Apresentação da economia solidária:  Comissão Estadual;
b.      Experiências: os movimentos sociais apresentam no dia sugestões de experiências; Orientação: limites e avanços
Os movimentos a seguir devem fazer a indicação de um representante com fala de 10 min. (Mulheres, Saúde Mental, Catadores, Indígenas, Cultura e Bancos Comunitários);
c.       Resgate histórico:
 i.      Metodologia dos que viveram as plenárias anteriores;
 ii.      Conjuntura:   a partir   resgate dados pela Vera e Cicera, assim como os movimentos sociais; mediação da comissão de organização;
d.      Comissões
 i.      Condução da plenária: Paulo Índio, Vera, Leo e Maíra;
 ii.      Infraestrutura/ metodologia: Vera e leo;
1.       Computador;
2.       Projetor;
3.       Microfone e caixas de som;
4.       Alimentação:
5.       Transporte para nacional:
 iii.      Sistematização/registro: Maíra, Bruno,
1.       Recursos de apoio: listas, fotos, relatores, moderadores,
3.       Mobilização:
a.       Materiais; Vera, Leo e Maíra;
b.      Estratégias: convocar todos

Acaba de ser Aprovado a Regulamentação das Cooperativas de Trabalho e a Criação do PRONACOOP

27/06/2012

Vejam as matérias na Página da UNISOL Brasil e da Câmara Federal dos Deputados sobre a aprovação PL (Projeto de Lei) 4622/2004, que regulamenta as cooperativas de trabalho e cria o PRONACOOP.

Acaba de ser aprovado o projeto que regulamenta as cooperativas

TERÇA-FEIRA, 26 JUNHO 2012

A Câmara dos Deputados, em Brasília, acaba de aprovar o PL (Projeto de Lei) 4622/2004, que regulamenta as cooperativas de trabalho, produção e serviço. A UNISOL Brasil vê a iniciativa com grande alegria e entusiasmo, já que a entidade luta há nove anos para que a lei saia do papel. Na tarde de ontem, dia 26, ficou estabelecido que o projeto seria o primeiro a ser votado na pauta do dia.

Em clima de vitória, à aprovação é mais que uma conquista das entidades de representação do cooperativismo e da Economia Solidária no Brasil. Agora o documento será encaminhado a presidente da República, Dilma Rousseff, para ser sancionado.

“A UNISOL Brasil, ao lado das entidades de classe e dos empreendimentos de todo o País, uniu forças para que o PL fosse aprovado, ciente de que este será um grande passo rumo ao desenvolvimento justo e solidário”, afirmou o diretor presidente da UNISOL Brasil, Arildo Mota Lopes.

 ************************************************

Câmara aprova regras para funcionamento de cooperativas de trabalho

O Plenário aprovou há pouco, em votação simbólica, proposta que define normas para a organização e o funcionamento das cooperativas de trabalho no País. O texto aprovado cria o Programa Nacional de Fomento às Cooperativas de Trabalho (Pronacoop) e garante ao profissional cooperado direito aos repousos semanal e anual remunerado, ao seguro de acidente de trabalho, além de assegurar uma jornada máxima de oito horas diárias e 44 semanais e o pagamento de horas extras.

As novas regras pretendem impedir fraudes, como a criação de cooperativas para intermediar mão de obra terceirizada. Essa prática é utilizada para fazer contratações sem carteira assinada, o que deixa os profissionais sem direitos trabalhistas.

O texto aprovado acolhe emendas do Senado à proposta deliberada pela Câmara em 2008, que substituiu o Projeto de Lei 4622/04, do deputado Pompeo de Mattos (PDT-RS), e outros apensados.

Segundo a proposta, as cooperativas de trabalho também devem respeitar a Política Nacional de Cooperativismo (Lei 5.764/71) e o Código Civil (Lei 10.406/02).

Os deputados continuam analisando as propostas que estão na pauta do Plenário.

Continue acompanhando essa cobertura.


Lançamento do Centro Público de ECOSOL – Campinas

26/06/2012

Dia 05 de Julho (quinta-feira) as 10h no Salão Vermelho no Paço da Prefeitura Municipal de Campinas será feito o Lançamento do Centro Público de Economia Solidária de Campinas, bem como, o lançamento de diversas parcerias com entidades da sociedade civil: CRCA (formação e apoio aos catadores); Via Pública (formação e apoio a agricultura familiar) e a Associação Cornélia Vlieg (formação e apoio a construção do Programa Municipal de Apoio ao Cooperativismo Social – PROMACOOP Social).

Durante o evento será falado do avanço da construção do PROMACOOP – Social   e da potência da Inclusão Social pelo Trabalho, desenvolvido pelo Fórum GeraRenda (membro da Rede Estadual de Saúde Mental e ECOSOL). Mais um passo para a conquista do Programa Nacional de Apoio ao Cooperativismo Social (PRONACOOP – Social).

Vamos mobilizar para dar Visibilidade a mais esse avanço da ECOSOL!!!


Consulta – Curso de Multiplicadores em Saúde Mental e ECOSOL – PUC/SP

26/06/2012

Estamos juntamente com o NUTAS e COOPERA PUC/SP organizando um Curso de Multiplicadores em Saúde Mental e ECOSOL.

Para que o mesmo seja resultado de um processo COLETIVO de organização e responda as necessidades REAIS de nossos empreendimentos, precisamos que você e seu COLETIVO, leia com atenção a proposta inicial do Curso, a Metodologia e seus Conteúdos e depois responda as questões sugeridas.

Objetivo:

Capacitar agentes multiplicadores dos princípios da economia solidária como norteadores dos projetos de geração de trabalho no campo da saúde mental. Trabalhará a partir de um processo combinado de leituras, exposição com especialistas e principalmente através de dinâmicas, processos coletivos de reflexão e oficinas para sistematização de necessidades e estratégias de intervenção nos grupos de geração de trabalho ligados à Rede de Saúde Mental e Ecosol.

Público alvo:

Usuários trabalhadores e técnicos dos projetos de geração de trabalho e renda da Rede de Saúde Mental e Ecosol, que serão multiplicadores dos conteúdos e perspectivas desenvolvidas no curso nos seus respectivos grupos.

Princípios metodológicos básicos

A metodologia do curso deverá estar orientada pelos princípios da autogestão, de forma que o desenvolvimento do curso seja um espaço de experimentação dos princípios nele trabalhados. Serão desenvolvidos 8 encontros de 4 horas cada um, sendo 2 horas de oficinas em subgrupos e 2 horas de formação teórica e de elaboração de conteúdos a partir das questões trabalhadas nas oficinas. Os subgrupos serão organizados para as oficinas considerando a proximidade territorial dos projetos que cada participante representa. As oficinas trabalharão temas em diálogo com o conteúdo teórico e apresentarão exercícios e atividades para cada representante desenvolver com seu grupo como preparação para o próximo encontro, de modo que os participantes dos grupos que não estiverem fazendo o curso diretamente, desenvolvam reflexões e atividades para a apropriação de seu conteúdo. Essa metodologia deve permitir a troca de experiências entre os grupos, uma análise do momento em que se encontra cada grupo, seus desafios e necessidades. A sistematização do produto desses processos será apresentada em um evento final na Universidade, que convocará atores da gestão em políticas públicas.

Conteúdo:

1º encontro

Oficina: Apresentação e diagnóstico dos grupos

Módulo Teórico: Apresentação do curso / Economia solidária como movimento social, saúde mental e economia solidária

2º encontro:

Oficina: Diálogo entre o cotidiano dos grupos e o sentido de trabalho

Módulo Teórico: Trabalho e Solidariedade

3º encontro:

Oficina: As demandas de saúde mental e o trabalho: por que economia solidária?

Módulo Teórico: Saúde mental: Reforma Psiquiátrica, trabalho e economia solidária

4º encontro:

Oficina: Organização dos grupos para o cooperativismo e o papel dos serviços de saúde mental

Módulo teórico: Incubação e autogestão na organização dos grupos

5º encontro:

Oficina: Autogestão

Módulo teórico: Princípios e funcionamento em autogestão

6º e 7º encontros:

Oficina: Gestão dos grupos: contabilidade, administração, qualificação do produto, mercado, valores.

Módulo teórico: Gestão de empreendimentos solidários e plano de negócios.

8º encontro:

Oficina: Necessidades para o desenvolvimento e fortalecimento dos grupos Módulo Teórico: Diretrizes e necessidades no campo das políticas públicas em saúde mental e economia solidária

Depois de LER – Clique Aqui e Responda as Questões


Representação da REDE na Reunião do Fórum Municipal de ECOSOL/SP

25/06/2012

Na última reunião da REDE foi decidido que a representação para a reunião do Fórum Municipal de ECOSOL/SP para a organização da V Plenária, será:

Ana Galuzzi – CECCO Ibirapuera, Rute CECCO Santo Amaro, Leo Pinho – Assessor Técnico da Rede, Gino – CAEF Pós Custódia, Marcio – PUC SP, Claudenir – Nossa Cooperarte, Juliana – PUC SP

Dia: 27 de junho (quarta-feira)

Horário: 17h30

Local: Câmara de Vereadores de SP – Viaduto Jacarei, 100 (próximo ao Metrô Anhangabaú) – 5. andar


Inscrições Abertas para o 7o. Festival de Calouros “Arte pela Diversidade”

22/06/2012
Estamos com as inscrições abertas para o 7o. Festival de Calouros “Arte pela Diversidade” no site da Prefeitura de Embu das Artes: http://www.embudasartes.sp.gov.br/e-gov/noticia/index.php?ver=4711 
O Festival acontecerá no dia 29 de julho no Parque Francisco Rizzo, das 09h00 às 22h00. Teremos as apresentações de música, dança, poesia, imitações e trabalhos manuais dos calouros e  intervenções culturais dos grupos: Batuka Lata, Canto da Mata, Ritmos e Batuques, Danças (Ballet, Jazz, Danças brasileiras e do ventre), teatro da raiva, redutores de danos, atividade corporal com Taekwondo e os ganhadores do Festival 2011.
Venham participar e prestigiar este dia, além de contemplar as belezas do Parque Rizzo e a diversidade cultural de nosso povo!
 
Se quiser conhecer um pouco mais deste evento segue os links dos vídeos dos anos anteriores:
 
Abraços Solidários,

Equipe Conviver
Tel: 4781-5728

 
Blog Saúde Mental de Embu das Artes

http://espacosaudementalembu.blogspot.com/