Cartaz de Mobilização – Marcha dos Usuários pela Reforma Psiquiátrica Antimanicomial!

09/08/2009

Marcha dos Usuarios pela Reforma Psiquiátrica Antimanicomial

Acabou de sair o cartaz da Marcha dos Usuários por uma Reforma Psiquiátrica Antimanicomial. Brasilía vai ouvir nossa Voz!

A Rede de Saúde Mental e Economia Solidária tem buscando apoio para conseguir o ônibus para ir a Brasília. Mostrar a importância dos projetos de inserção no trabalho, como um direito cidadão inalienável. Em nossa reunião dia 19 de Agosto, a Rede discutirá sua participação, bem como, suas reivindicações. A Rede de Saúde Mental e ECOSOL irá entregar a mesma, na Secretaria Nacional de Economia Solidária, Ministério do Trabalho.

Acompanhe as Notícias da Marcha. Contribua com a Mobilização (clique)

DIA 30 DE SETEMBRO. TODOS A BRASÍLIA!!!


II Encontro Internacional “Rede de Intercâmbio sobre Boas Práticas em Saúde Mental”

05/08/2009

II Enc. de Boas Práticas em Saude Mental

Nos dias 01 e 02 de outubro ocorrerá o II Encontro Internacional “Rede de Intercâmbio Sobre Boas Práticas em Saúde Mental”, na Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca, Faculdade Oswaldo Cruz – Av. Leopoldo Bulhões, 1400 – Auditório Térreo – Manguinhos/RJ.

O objetivo do Encontro é: “Ampliar a discussão sobre o que é considerada boa prática em saúde mental, a idéia da superação do manicômio, entre outros assuntos, é o objetivo do ‘II Encontro Internacional da Rede de Intercâmbio de Boas Práticas no Campo dos Serviços Sociais, de Saúde de Base e Saúde Mental’, que acontecerá no auditório térreo da ENSP, nos dias 1 e 2 de outubro”.

O Encontro é organizado pela Rede de Saúde Mental:  “A Rede é coordenada pelo Laboratório de Estudos e Pesquisas em Saúde Mental e Atenção Psicossocial (Laps/ENSP/Fiocruz), por meio de um convênio firmado com a região de Friuli-Venezia-Giulia, em colaboração com a Agência de Saúde de Trieste (Itália). As inscrições estão abertas. O encontro será transmitido pela Rede Fiocruz“.

“A Rede congrega representantes da Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Uruguai, Paraguai e Venezuela com a finalidade de identificar os serviços e equipes referentes para cada um dos países envolvidos, valorizar as práticas existentes e o diálogo entre os atores políticos e os organismos internacionais envolvidos; definir um módulo itinerante de formação para os profissionais e atores políticos envolvidos, entre outras questões”.

Palestrantes confirmados: 

Palestrantes confirmados: Ana Marta Lobosque, Diana Mauri, Fernanda Nicácio, Hugo Cohen, Paulo Amarante, Pedro Gabriel Delgado, Ricardo Lima, Rosana Onocko, Sandra Fagundes.

Leia a matéria do Portal ENSP (Escola Nacional de Saúde Pública – Sérgio Arouca).

 
Informações: O evento será transmitido ao vivo pela www.redefiocruz.fiocruz.br.
Informações e inscrições pelo site www.redesaudemental.net, ou pelo e-mail redesaudemental@ensp.fiocruz.br.
Laboratório de Estudos e Pesquisas em Saúde Mental e Atenção Psicossocial/ENSP/Fiocruz, pelo telefone (21) 3882-9105

Benedetto Saraceno em SP: Fortalecer a Reforma Psiquiatrica no Brasil é fortalecer a OMS

29/06/2009

benedetto saracenoO Encontro Estadual de Saúde Mental de SP:  Efetivar a Desinstitucionalização: Desafios para a Reforma Psiquiátrica no Estado de São Paulo, organizado pelo GTAE (Secretaria Estadual de Saúde) foi um importante espaço para reafirmar o processo de desinstitucionalização vivido em nosso país. Mais de 800 pessoas se reuniram no auditório do Fecomércio a fim de ouvir as duas conferências proferidas pelo Dr. Benedetto Saraceno, Diretor de Saúde Mental e Abuso de Substâncias da OMS.

Durante sua exposição Saraceno não deixou dúvidas em sua visão acerca do tratamento na saúde mental, ao afirmar que hospital não pode ser o centro do sistema de atendimento em saúde mental. Acrescentou que a reorientação do modelo de atendimento provoca críticas por demandar formulações inovadoras e mais complexas.

Durante as duas conferências Saraceno reafirmou o processo da reforma psiquiátrica brasileira. Afirmando que: Fortalecer a Reforma Psíquiatrica brasileira é fortalecer a Organização Mundial de Saúde. Fazendo destaque a expansão da rede pública de saúde mental de base comunitária no Brasil como experiência de sucesso e de forte impacto social, que se fortalece por ter sido adotada pelo Sistema Único de Saúde.

Além das conferências em São Paulo, Saraceno esteve com o Ministro da Saúde, José Gomes Temporão e participou de um Seminário em Recife, que contou com mais de 1000 pessoas vindas de diversos Estados da Região Nordeste do país.

Leia as matérias no Portal da Saúde (Ministério da Saúde):

Seminário Estadual da Rede de Atenção Psicossocial de São Paulo

Seminário de Saúde Mental do Nordeste


ENCONTRO ESTADUAL DE SAÚDE MENTAL: EFETIVAR A DESINSTITUCIONALIZAÇÃO

16/06/2009

EFETIVAR A DESINSTITUCIONALIZAÇÃO: DESAFIOS PARA A REFORMA PSIQUIÁTRICA NO ESTADO DE SÃO PAULO.

Com a presença:

 

 

 

Conferencista: Dr. Benedetto Saraceno. Diretor do Departamento de Saúde Mental e Dependência de Substâncias da Organização Mundial da Saúde.

 

 

Data: 26 de junho de 2009

Horário: 08:00h às 17:00h

Local: FECOMERCIO- Teatro Raul Cortez
Av. Dr. Plínio Barreto, 285 Bela Vista
São Paulo- SP

A institucionalização, por longos períodos de tempo, de pessoas com transtornos mentais nos hospitais psiquiátricos constitui, na atualidade, um dos principais desafios da Reforma Psiquiátrica em curso no âmbito do Sistema Único de Saúde. O resgate dos direitos dessas pessoas depende fundamentalmente do esforço a ser empreendido por gestores, trabalhadores de saúde mental, docentes, pesquisadores, associações de usuários e familiares, instâncias do controle social do SUS e parceiros de projetos intersetoriais de políticas públicas para a construção e o fortalecimento das redes de atenção psicossocial, capazes de produzir iniciativas solidárias e inclusivas no contexto de uma sociedade mais justa. A realização deste Encontro, com a presença do Diretor do Departamento de Saúde Mental e Dependência de Substâncias da Organização Mundial da Saúde, tem como objetivo a reflexão conjunta sobre as diretrizes da política de Saúde Mental e o desenvolvimento, no Estado de São Paulo, das ações de desinstitucionalização que permitam “Viver na cidade, habitar uma casa, respirar liberdade”. 

Promoção:
Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo

Apoio: Ministério da Saúde e Programa de Pós-Graduação da Escola de Enfermagem da USP

Comissão Organizadora:
Sônia Barros
Regina Bichaff
Márcia Aparecida Ferreira de Oliveira
Aurea Aparecida Domingues
Mirsa Elisabeth Dellosi
Fernanda Nicacio
Vanessa Ruiz
Denis Zanini Lima
Karime Fonseca

Para visualizar a programação clique aqui

Para inscrição, preencha a ficha e encaminhe como anexo para o e-mail: gtae@saude.sp.gov.br


Livro: Desafios para a desinstitucionalização: Censo Psicossocial dos moradores em Hospitais Psiquiátricos do Estado de São Paulo

07/05/2009
Cartaz_Censo_PsicossocialA Secretaria Estadual de Saúde, através da coordenação de Sonia Barros e Regina Bichaff lançou recentemente o Livro: Desafios para a Desinstitucionalização.

As autoras dos textos:

Ana Luisa Aranha
Ana Maria Fernandes Pitta
Elaine Maria Covre
Jussara Chavarski de Souza
Márcia Aparecida Ferreira de Oliveira
Maria Fernanda de Silvio Nicácio
Maura de Souza Vasco
Mirsa Elisabeth Dellosi
Regina Bichaff
Sônia Barros

Como afirma, “Um censo psicossocial de moradores em hospitais psiquiátricos, doravante denominado Censo, foi a escolha metodológica definida pelo GTAE/CPS/SES-SP para a construção de uma proposta de desinstitucionalização de pacientes de longa permanência dos hospitais psiquiátricos”.

O Censo identificou 6349 moradores, de um universo informado de 6542.
A publicação desse é um importante instrumento de promoção de um processo mais profundo de desinstitucionalização, para esses moradores com larga permanência em hospitais psiquiátricos.