Feira das Mães na Paulista dia 12 de Maio

18/04/2012

Os empreendimentos, oficinas e projetos de trabalho da Rede Estadual de Saúde Mental e ECOSOL vão realizar dia 12 de Maio a Feira das Mães na Paulista.

Seja um Multiplicador, envie para suas listas e para todos seus amigos e amigas!!!

Dê presentes que promovem a Inclusão Social pelo Trabalho e o Comércio Justo e Solidário!!

Arte produzida pelo Empreendimento Solidário Mentes Estúdio

Anúncios

Pré Carnaval Solidário – Debate ECOSOL e Cultura

03/02/2012


Texto de Abertura do Ciclo e Próximo Encontro com o Emprendimento Saci

18/09/2011

Próximo Encontro do Ciclo: 07/10/2011 (Sexta-feira, 8:00 – 10:00)

SACI: UMA EXPERIÊNCIA AUTO-GESTIONÁRIA EM SAÚDE MENTAL

Gildásio Ferreira Braga, Carlos Eduardo Ferreira, Claudia Valéria Ribeiro, Didous Danilevivicz (Coletivo Casa do Saci)

Leiam o texto de Abertura do Ciclo:

ABERTURA DO I CICLO DE ENCONTROS DO NÚCLEO DE ECONOMIA SOLIDÁRIA, TRABALHO E GERAÇÃO DE RENDA DO CAPS AD BRASILÂNDIA: PROCESSOS ECONÔMICOS E ALTERIDADE

Valdir Pierote Silva[1]

 Bom dia a todos. Antes de iniciar, gostaríamos de dedicar esse ciclo de encontros aos trabalhadores que cotidianamente lutam para sobreviver num mundo marcado pela competitividade, pela desigualdade, pela indiferença e pelos processos de exclusão. Gostaríamos de dedicar o ciclo a mãe ou ao pai de meia-idade desempregados há anos, depois de terem perdido os empregos durante a automação e reestruturação de suas empresas. Gostaríamos de dedicá-lo também ao jovem que durante anos dormiu apenas quatro horas por dia para poder custear seu estudo e que hoje, mesmo com um diploma, não consegue um emprego e vive sem perspectivas.  Gostaríamos de dedicá-lo à população negra que, em razão do preconceito, é preterida a cada entrevista de emprego. Gostaríamos de dedicá-lo às pessoas com deficiência, com transtorno mental ou com dependência de substâncias psicoativas que, apesar das inúmeras qualidades e potencialidades, não conseguem se inserir ou se reinserir no mercado do trabalho.  Enfim, gostaríamos de dedicar esse ciclo a todos os trabalhadores que, por algum tipo de diferença, tiveram suas relações de trabalho precarizadas ou que – nos termos do sociólogo Robert Castel[2] – foram submetidos a processos de desfiliação, isto é, a um alto nível de ruptura das redes sociais e dos vínculos profissionais.

O Núcleo de Economia Solidária, Trabalho e Geração de Renda (NESOL) do CAPS AD Brasilândia iniciou suas atividades em 24/04/2011 com o objetivo de possibilitar que os seus participantes pudessem ser inseridos ou reinseridos de modo solidário e/ou ativo no mundo do trabalho. Os encontros ocorrem semanalmente às sextas-feiras, com duração média de 1h30min. Caracterizada pela autogestão e baseada na equidade, solidariedade, democracia, descentralização e transparência, a iniciativa buscará realizar articulações com grupos, associações e instituições a fim de se envolver numa rede ampla. Serão propostas oficinas de formação em economia, em técnicas específicas, em gestão, em produção e em análise de mercado a partir das parcerias que forem efetivadas ao longo do processo.

Pragmaticamente, pensamos em trabalhar com duas etapas:

A primeira, que estamos vivenciando nesse momento, trata-se do período de formação do grupo. Estamos discutindo formas de inserção pelo trabalho, as trajetórias singulares dos usuários no mundo do trabalho, empreendimentos coletivos, trabalho em equipe, princípios da economia solidária, além de pensar nos desejos e demandas dos usuários no que se refere à questão do trabalho. Esse ciclo de encontros se inscreve nesse movimento de reflexão ecapacitação. Ainda nessa primeira etapa, visitaremos projetos solidários instituídos, além de feiras de troca e comércio. Também já estamos experimentando coletivamente a confecção de produtos, como salgados e chocolates.

A segunda etapa será quando o grupo já tiver estabelecidos os produtos e/ou serviços que poderá oferecer. Nesse momento, buscaremos participar de feiras e, conforme as escolhas dos usuários, talvez nos formalizar em uma associação ou cooperativa social. Poderemos também nós conectar a grupos autogeridos existentes anteriormente. Do ponto de vista terapêutico, procuraremos apoiar os usuários na gestão dos seus possíveis rendimentos, no planejamento de gastos e na economia de recursos.

O NESOL do CAPS AD Brasilândia do modo como atualmente se apresenta, no entanto, não tem futuro. Quer dizer, trabalharemos cotidianamente para que o grupo de pessoas que fazem o NESOL deixe de existir como um núcleo ligado apenas a este serviço de saúde mental. Trata-se de uma busca permanente pela ampliação, pela expansão, pela criação de conexões, agenciamentos, redes… Trata-se de transformar o NESOL do CAPS AD Brasilândia em algo que se constituirá no processo e essencialmente pelas mãos dos usuários, numa estreita relação com as inúmeras parceiras que pretendemos construir. Viraremos uma associação? Uma cooperativa social? Uma ONG? Vamos nos unir a outro grupo solidário? O NESOL se formará como uma incubadora de projetos de trabalho dentro do CAPS AD Brasilândia? Não tem como saber. Contudo, o que nos é muito claro e caro é a recusa em perpetuar em nosso serviço um espaço artificial de trabalho, um espaço protegido, despotencializado, distante dos contextos de vida e da comunidade. Não nos interessa criar arremedos do tratamento moral pineliano e apoiar práticas laborterápicas. Trabalho não é tratamento, é direito!

O que também nos move é a vontade em romper aprisionamentos identitários, o desejo em possibilitar que pessoas marcas por diagnósticos, doenças e pesados julgamentos morais possam experimentar novas formas de agir no mundo. Dessa vez, a partir de um lugar ativo de produção de objetos, de afectos, de relações e, sobre tudo, de produção de uma nova cultura.

Queremos construir coletivamente micro-emancipações, queremos potencializar os usuários em suas trajetórias coletivas e singulares, queremos afirmar nossos direitos de cidadania, queremos fazer redes intersetorias, queremos ultrapassar os muros do NESOL, do CAPS, da saúde, da assistência… Queremos ganhar o mundo!

Queremos muito.

Mais do que tudo, buscaremos inventar esse sonho compondo com as diferenças e acreditando que uma nova cultura e uma outra economia são possíveis.

CAPS AD Brasilândia, São Paulo, 16 de setembro de 2011

[1] Terapeuta Ocupacional do CAPS AD Brasilândia, membro do NESOL.

2] CASTEL, Robert. As metamorfoses da questão social: uma crônica do salário. Petrópolis: Vozes, 1998.


Anote na Agenda: Setembro tem Festa do Saci!!

01/09/2011

No mês de setembro mais uma peraltice dos Saci´s pela cidade. Dia 24/09 é a Festança do Saci. Anote em sua agenda e convide amigos e amigas para contribuir para o Saci conseguir sua nova Casa.

 


Ata da Reunião da Rede de Saúde Mental e ECOSOL, 16 de junho

18/06/2011

Ata Reunião da Rede de Saúde Mental e ECOSOL

Dia – 16 de junho

Presentes: AASMER – Embu das Artes; UNISOL Brasil; Associação Loucos pela Vida – Mogi das Cruzes; Associação de Saúde Mental de Suzano; CAPS AD Santana; Projeto TEAR – Guarulhos; CAPS AD São Mateus; CAPS Lapa; Carinho Feito a Mão; CECCO Santo Amaro; REDE PROSOL; NOT – Candido Fereira – Campinas; Associação Cornélia Viegli – Campinas; CECCO Raul Seixas, CECCO Vila Prudente; CECCO Móoca; CAPS Butantã; CAEF Pós Custódia; Jornal Vozes – ABCD; Associação José Martins de Araujo Jr – Santo André; CECCO São Domingos; Associação Vida em Ação; Casa do Saci; ITCP-USP

Pauta:

  1. Informes

a)   Lei de CECCO´s em São Paulo;

b)   Você no Parlamento;

  1. Cooperativa Social 18 de Maio

Discussões:

  1. Informes

a)   Lei de CECCO´s:

Os membros do CECCO´s presentes relataram que já houveram diversas reuniões para discutir o PL, mas no entanto, não conseguiram a aprovação do mesmo. Durante a discussão dois pontos foram colocados: a) falta maior mobilização e visibilidade para pressionar o legislativo; b) como o PL é intersetorial em reuniões anteriores foi relatado dificuldade em relação a outras secretarias.

Diante do informe foi deliberado:

  1. A Rede de Saúde Mental e ECOSOL irá desenvolver uma campanha pela aprovação do PL;
  2. A Rede irá pedir uma reunião com o vereador José Police Neto (responsável Cris – CECCO Móoca);
  3. Realizar uma Audiência Pública sobre o PL CECCO.

Como subsidio para começarmos nossa mobilização segue os seguintes links:

Projeto de Lei nº 762/2007 – que INSTITUI O SERVIÇO CENTROS DE CONVIVÊNCIA E COOPERATIVA – CECCO E O SISTEMA MUNICIPAL DE CONVIVÊNCIA E EMPREENDEDORISMO SOCIAL, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS (clique aqui)

PORTARIA Nº 396  DE 07  DE JULHO  DE 2005 (clique aqui)

LEI Nº 2466 DE 31 DE MAIO DE 2010 – DISPÕE SOBRE A CRIAÇÃO DO CENTRO DE CONVIVÊNCIA CONVIVER DE EMBU E DAS PROVIDÊNCIAS CORRELATAS (clique aqui)

b)   Você no Parlamento:

De 15 de junho a 15 de agosto, toda a população poderá escolher quais medidas devem ser priorizadas pelo poder público em 2012 em 18 temas.

A Rede Nossa São Paulo e a Câmara Municipal de São Paulo convidam você para participar da campanha “Você no Parlamento”, que contempla a realização de uma ampla consulta pública para que os cidadãos escolham suas prioridades para a cidade em 2012, nas diferentes áreas de atuação do poder público municipal.

O objetivo desta campanha é, essencialmente, fazer com que gestores públicos direcionem seus trabalhos a partir das reais necessidades da sociedade que os elegeram.

A consulta será realizada por meio do site www.vocenoparlamento.org.br,

As prioridades mais votadas pela população orientarão o trabalho dos 55 vereadores da Câmara Municipal em 2011/2012 nas três dimensões de atribuições da Câmara:

•     Prioridades eleitas que podem e devem transformar-se em Projetos de Lei;

•     Prioridades eleitas que podem e devem transformar-se em Emendas ao Orçamento para 2012;

•     Prioridades eleitas que podem e devem transformar-se em Ações Legislativas de Fiscalização do Poder Executivo.

Após o Informe, foi deliberado:

  1. A Rede de Saúde Mental e ECOSOL estimulará seus participantes para preencher o questionário do Você no Parlamento; Veja na página da Rede uma matéria de orientação, destacando as perguntas do questionário que versam sobre o fortalecimento do Sistema Único de Saúde, dos CECCO´s e dos CAPS.
  1. Cooperativa Social 18 de Maio

As discussões sobre o Estatuto da Cooperativa foi sobre os tipos de Associados e sobre as atribuições da diretoria. Tivemos a presença da Dra. Lucimeire e da assessora em cooperativismo, Solange, da UNISOL Brasil.

Foi destaque o debate sobre a valorização da participação de familiares nos associados. Sobre a diretoria foi destacado o cuidado sobre as atribuições da mesma, garantindo que não exista centralização demais de poder. Por isso, a construção do Regimento Interno buscará criar processos constantes de consultas a todos os associados, fortalecendo a concepção de autogestão.

No link abaixo tudo que estiver em vermelho, foram as alterações feitas durante a reunião (quem tiver propostas de alteração, ou de inclusão mande email para: saudeecosol@gmail.com)

ESTATUTO COOPERATIVA SOCIAL 18 DE MAIO (clique aqui)

As atribuições da Cooperativa também foram discutidas, sendo encaminhadas:

Curto Prazo: Representação Institucional/ Participação de Editais, Licitações e Contratos/ Emissão de Notas Fiscais.

Média Prazo: Desenvolvimento de atividades produtivas integradas/ Criação de produtos colaborativo entre projetos-empreendimentos

Longo Prazo: Abertura de Novos Mercados e Estruturação de Cadeiras/Arranjos Produtivos

Próxima Reunião: Dia 21 de Julho, 14hs

Reunião para a organização da Diretoria da Cooperativa Social, será realizada no início de agosto.


Inscrições IV Feira de Saúde Mental e Economia Solidária

01/11/2010

A IV Feira de Saúde Mental e ECOSOL será realizada em dezembro.  Pertinho do Natal. Estamos abrindo as inscrições para projetos/oficinas/ empreendimentos de trabalho protagonizados por usuários  da rede pública de saúde mental, para comercialização de seus produtos.

Se inscreva e construa de forma coletiva a IV Feira de Saúde Mental e ECOSOL, inscrições até o dia 30 de Novembro (clique aqui)

Nesse ano, além do apoio da Escola de Enfermagem da USP, Conselho Regional de Psicologia, Ong Sã Conciência/Copa da Inclusão, Associação Vida em Ação e todos os projetos/empreendimentos e entidades da Rede de Saúde Mental e ECOSOL, também teremos o apoio do Programa Nacional de Comercialização Solidária (Secretaria Nacional de Economia Solidária – Ministério do Trabalho e Emprego, executado pelo Instituto Marista de Solidariedade.


Oficina de Leitura e Escrita na Casa do Saci

04/09/2010

A Livraria Louca Sabedoria, empreendimento que participa da Rede de Saúde Mental e ECOSOL, irá realizar uma Oficina de Leitura e Escrita na 
Casa do Saci
, gratuita e aberta a toda a Comunidade.

A partir do dia 24 de setembro, sexta-feira, das 14hs as 16hs. Trocando saberes e experiências!!

Conheça a Casa do Saci:

http://www.barsaci.wordpress.com