na II Mostra Nacional de Psicologia: mostrando a potencialidade da Inclusão Social pelo Trabalho

22/09/2012

A Rede Estadual de Saúde Mental e ECOSOL se fez presente na II Mostra Nacional de Psicologia através de diversos Stands, onde comercializamos produtos artesanais dos nossos projetos e empreendimentos de trabalho, que são resultado prático de um Tratamento em Liberdade e da ampliação da contratualidade social dos usuários.

Nesses dias, nossos Stands foram muito visitados, em cada visita, uma troca, um relato de experiência de Inclusão Social pela Cultura e Trabalho. Nessas TROCAS nos ficou claro a necessidade crescente de uma Política Nacional de Apoio aos Projetos e Empreendimentos que promovem a Inclusão Social pelo Trabalho.

Dia 06 de Outubro – Feira em Defesa do SUS na Paulista!!

Anúncios

Começa HOJE a II Mostra Nacional de Psicologia

20/09/2012

Começou HOJE a II Mostra Nacional de Psicologia, nossa Rede Estadual de Saúde Mental e ECOSOL, não podia ficar de fora. Estamos com 6 Barracas comercializando os produtos artesanais de nossos projetos, oficinas e empreendimentos que promovem a Inclusão Social pelo Trabalho.

Conheça a Página da II Mostra Nacional de Psicologia (dá para ver debates e seminários via internet): http://mostra.cfp.org.br

Os Movimentos Sociais participam da II Mostra Nacional de Psicologia

Os movimentos sociais terão presença garantida durante este grande encontro.  Nos dias 21 e 22, das 10h às 12h e das 15h às 17h, um grupo de representantes das diversas frentes dos movimentos farão uma visita guiada pelos pavilhões do Anhembi.

Os representantes serão recebidos por um grupo da organização da Mostra, que vai acompanhá-los por todas as atividades desenvolvidas para que conheçam os trabalhos expostos nas diversas modalidades das práticas psicológicas.

A interação tem como objetivo fortalecer ainda mais o diálogo entre a Psicologia como ciência e profissão, com as questões de luta dos movimentos sociais organizados –  parceiros importantes para a construção do desenvolvimento social.

Foram convidados a participar integrantes de algumas frentes, fóruns e outras instituições com assento nos Conselhos de Direitos Humanos.


COOPERATIVISMO EM ALTA NA 2ª MOSTRA

10/09/2012

A Rede Estadual de Saúde Mental e ECOSOL estará nos três dias da II Mostra Nacional de Psicologia com os produtos artesanais de diversos projetos e empreendimentos solidários de várias regiões do Estado de São Paulo.

Veja a matéria do Conselho Federal de Psicologia sobre a forte presença do Cooperativismo e ECOSOL na II Mostra:

Práticas envolvendo economia solidária nos estados serão apresentadas durante os três dias do evento

http://mostra.cfp.org.br/cooperativismo-em-alta-na-2a-mostra-2/

Os participantes da 2ª Mostra Nacional de Práticas em Psicologia vão conhecer as diversas formas de economia solidária desenvolvidas no país. Tendo a Psicologia como parceira, as atividades  que geram renda a partir do trabalho coletivo são hoje um movimento dinâmico, vivo, que fortalecem as comunidades.


Ao todo, nos três dias de evento, serão apresentados 24 trabalhos que são fruto dessa parceria, nos mais diversos campos de atuação como a saúde, cultura, assistência social,educação e direitos humanos.

Um deles é a Feira de Trocas Solidárias, que acontece no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), no município de Diadema, em São Paulo, e atende a comunidade local. Na feira, os participantes trocam entre si produtos, como alimentos, roupas, calçados, livros, bijuterias, ou serviços de manicure, cabeleireiro, pedreiro, etc. Também foi criada uma moeda exclusiva, o Leste, que circula na feira e permeia as trocas.

Também haverá um bate-papo nas Mesas Redondas sobre Psicologia e economia solidária, em dois horários: das 12h30  às 13h e das 18h30 às 19h, nos três dias do evento.

Você sabia?

Hoje, segundo pesquisa da Secretaria Nacional de Economia Solidária (Senaes), o cooperativismo gera renda para 2,3 milhões de pessoas no País e movimenta cerca de R$ 12,5 bilhões por ano. Para trabalhadores que encontram dificuldades de entrar no mercado, as cooperativas surgem como uma boa opção. No Brasil são mais de 30 mil empreendimentos econômicos solidários e o faturamento deles chegou a 0,33% do Produto Interno Bruto (PIB) do País em 2010, cerca de R$ 3,7 trilhões.