Dia Mundial da Saúde Mental na Câmara de Vereadores de São Paulo

09/10/2009

Em comemoração ao Dia Mundial da Saúde Mental (10 de Outubro), diversas entidades e movimentos da sociedade civil, vão realizar atividades na Camâra Municipal de Vereadores de São Paulo, no dia 16 de outubro. Trazendo para o legislativo municipal uma reflexão sobre a Política, a Rede e as necessidades da Saúde Mental em São Paulo.

Rede de Saúde Mental e Economia Solidária esta participando dessa importante atividade. Nesse dia, a Rede vai apresentar propostas sobre a necessidade de reconhecimento e apoio do poder público municipal, aos projetos/ empreendimentos de trabalho e produção cultural, desenvolvidos e impulsionados pelos equipamentos da rede pública de Saúde Mental. Buscando fortalecer um dos eixos fundamentais para o processo de inserção comunitária dos usuários de saúde mental, que é o acesso ao trabalho.

Participe e traga suas contribuições. Venha Fortalecer o SUS e a Reforma Psiquiátrica brasileira.

Dia 16 de outubro de 2009
Local: Câmara Municipal de São Paulo, Viaduto Jacareí, 100. Metrô Anhangabaú
1o andar.
Horário: 14 horas
Entrada Gratuita

Dia Mundial da Saúde Mental

Anúncios

Fórum Paulista de ECOSOL apóia a Marcha em Brasília

20/09/2009

Nota de Apoio

FPES

O Fórum Paulista de Economia Solidária manifesta sua solidariedade e apóia o processo de organização e mobilização para a Marcha em Defesa do SUS e de uma Reforma Psiquiátrica antimanicomial, que se realizará em Brasília, no dia 30 de setembro de 2009.

Defendemos as reivindicações apresentadas pela Marcha:

  • Defender o Sistema Único de Saúde (SUS) ressaltando o papel fundamental que o Sistema tem na Reforma Psiquiátrica Antimanicomial, que é oferecer estrutura adequada e melhores condições de atendimento para tratamento de portadores de sofrimento mental.
  • Defender o cumprimento da Lei da Reforma Psiquiátrica (10.216/01)
  • Reivindicar a realização da IV Conferência Nacional de Saúde Mental (9 anos após a III, realizada em 2001), que tem a importância de discutir passos fundamentais para o avanço da Reforma Psiquiátrica Antimanicomial, além de estabelecer novos marcos para profissionais da área e portadores de transtornos mentais, que estão cada dia mais atuantes socialmente. 
  • Exigir a efetiva implantação do “Programa de Volta para Casa”, criado pelo Ministério da Saúde em 2003 com o objetivo de reintegrar socialmente pessoas com transtornos mentais que passaram por longas internações. O programa dispõe também de um auxílio financeiro para o beneficiário ou seu representante legal.

Destacamos a defesa das propostas levadas pela Rede de Saúde Mental e Economia Solidária do Estado de São Paulo, que defende:

 1. Aprovação de uma Nova Legislação de Cooperativismo Social;

2. Apoio a organização de Feiras de Saúde Mental e Economia Solidária (no âmbito do Programa Nacional de Comercialização Solidária (IMS/SENAES/MTE);

3. Apoio e Fomento como uma estratégia nacional de atividades de formação em empreendedorismo, comércio justo e solidário e cooperativismo social, em parceria com as Universidades, tendo como público não só técnicos, mas também usuários da Rede de Saúde Mental;

4. Inclusão no Programa Brasil Local (SENAES/MTE), de agentes de desenvolvimento local, que possam acompanhar e fomentar os projetos de trabalho (empreendimentos) da saúde mental;

Todos a Marcha em Brasília!!!

Fórum Paulista de Economia Solidária


Marcha em Brasilia: Em defesa do SUS e da Reforma Psiquiatrica

26/08/2009

No dia 30 de setembro, os usuários, familiares, técnicos e diversos movimentos sociais irão a Brasília, reafirmar e fortalecer o Sistema Público e universal de saúde que temos no Brasil, bem como, o modelo de Reforma Psiquiatrica brasileira.

Abaixo segue uma matéria postada na página da Marcha, sobre as principais reivindicações a serem levadas a Brasília.

A Rede de Saúde Mental e ECOSOL irá no dia 04 (reunião da Comissão) e dia 18 de setembro (reunião mensal) discutir as propostas e reivindicações a serem levadas para o Ministério do Trabalho, no que tange a defesa do direito ao trabalho, dos usuários de saúde mental.

Propostas da Marcha

Para entender melhor toda a movimentação e articulação que está sendo preparada para o dia da Marcha, conheça melhor as propostas a seguir:Marcha dos Usuarios
  • Defender o Sistema Único de Saúde (SUS) ressaltando o papel fundamental que o Sistema tem na Reforma Psiquiátrica Antimanicomial, que é oferecer estrutura adequada e melhores condições de atendimento para tratamento de portadores de sofrimento mental.
  • Defender o cumprimento da Lei da Reforma Psiquiátrica (10.216/01)
  • Reivindicar a realização da IV Conferência Nacional de Saúde Mental (9 anos após a III, realizada em 2001), que tem a importância de discutir passos fundamentais para o avanço da Reforma Psiquiátrica Antimanicomial, além de estabelecer novos marcos para profissionais da área e portadores de transtornos mentais, que estão cada dia mais atuantes socialmente. 
  • Exigir a efetiva implantação do “Programa de Volta para Casa”, criado pelo Ministério da Saúde em 2003 com o objetivo de reintegrar socialmente pessoas com transtornos mentais que passaram por longas internações. O programa dispõe também de um auxílio financeiro para o beneficiário ou seu representante legal.

MARCHA POR UMA REFORMA PSIQUIÁTRICA ANTIMANICOMIAL

28/07/2009

MARCHA DOS USUÁRIOS À BRASÍLIA – POR UMA REFORMA PSIQUIÁTRICA ANTIMANICOMIAL

Rede Nacional Internúcleos da Luta Antimanicomial – RENILA, com apoio de diversas entidades, está organizando para o dia 30 de setembro de 2009, a Marcha dos Usuários à Brasília – Por uma Reforma Psiquiátrica Antimanicomial e conclama a todas as organizações, entidades e associações de usuários e familiares para se organizarem e Marchar rumo a Brasília.

Neste momento, forças contrárias à Reforma Psiquiátrica Brasileira, em movimento organizado, utilizam os meios de comunicação de massa, numa verdadeira campanha para frear e desacreditar o Sistema Único de Saúde – SUS e nossas conquistas da Luta Antimanicomial.

Nesses meios de comunicação são ouvidas autoridades e profissionais “doutores na matéria”. Casos mal sucedidos são pinçados e apresentados como regra, fragilizando o trabalho desenvolvido e influenciando negativamente a opinião pública, contra os avanços da Reforma Psiquiátrica.

A voz do usuário nunca aparece. Suas entidades não são procuradas pelos jornalistas e suas opiniões não são consideradas. Chega de covardia! Chega de manipulação da informação. Os usuários dos Serviços de Saúde Mental exigem que suas opiniões sejam levadas em consideração Os usuários durante anos, foram vítimas do abandono e da violência das internações psiquiátricas em hospitais asilares ou modernizados. São eles quem pode dizer o que querem. São eles, os que hoje frequentam os Serviços Substitutivos e que tem sua cidadania e inclusão social potencializada, é quem pode dizer que a Reforma Psiquiátrica Brasileira se constitui num patrimônio técnico, ético e político, do qual não estão dispostos a abrir mão. São eles, os usuários e familiares da Luta Antimanicomial, a prova viva de que os loucos podem viver em sociedade e que podem ser tratados em liberdade e com cidadania.

 Exigimos que a voz do usuário seja ouvida!

Por isso a RENILA convida para juntos chegarmos em Marcha rumo a Brasília, partindo de todo o Brasil, onde durante todo o dia participaremos de atividades político-cultural e mostraremos nossa Força. A Marcha é um espaço de visibilidade expressão política dos usuários de Saúde Mental e suas organizações junto ao Governo Federal e a sociedade, com a finalidade de: defender o SUS, a Lei 10.216/01, reivindicar a realização da IV Conferência Nacional de Saúde Mental, a Reforma Psiquiátrica Antimanicomial, evidenciar o protagonismo dos usuários e fortalecer a Organização Política dos Usuários.

Vamos organizar caravanas para que os verdadeiros protagonistas possam se apresentar em Brasília, de corpo presente, suas vozes e suas reivindicações, levando ao Presidente Lula e demais autoridades legislativas e judiciárias a disposição de luta em defesa de seus direitos. Se você quer ser ouvido e lutar por uma Reforma Psiquiátrica Antimanicomial, organize sua caravana!

Ajude a construir essa Marcha!

Rede Nacional Internúcleos da Luta Antimanicomial:

Associação Chico Inácio (AM), Associação. dos Usuários dos Serviços de Saúde Mental de João Monlevade (MG), Associação dos Usuários dos Serviços de Saúde Mental de Minas Gerais (MG), Associação dos Usuários dos Serviços de Saúde Mental do Estado de Goiás (GO), Associação Verde Esperança (MG), Associação Loucos por Você (MG), Fórum Cearense da Luta Antimanicomial (CE), Fórum Gaúcho de Saúde Mental (RS), Fórum Goiano de Saúde Mental (GO), Fórum Mineiro de Saúde Mental (MG), Instituto Damião Ximenes (CE), Movimento dos Usuários dos Serviços de Saúde Mental da Bahia (BA), Movimento Pró-Saúde Mental do Distrito Federal (DF), Núcleo Antimanicomial do Pará (PA), Núcleo da Luta Antimanicomial da Paraíba (PB), Núcleo de Estudos pela Superação do Manicômio (BA), Núcleo Estadual de Saúde Mental (AL), Núcleo Estadual do Movimento da Luta Antimanicomial (RN), Núcleo Libertando Subjetividades (PE) e Núcleo Por Uma Sociedade Sem Manicômios (SP)

Acompanhe o processo de mobilização: http://marchadosusuarios.blogspot.com/