Intersetorialidade em favor do Cooperativismo Social

Encontro no Cândido Ferreira marca parceria entre Oficinas de Trabalho e as secretarias municipais de Saúde, Assistência e Trabalho

Um encontro inédito, realizado hoje pela manhã no Serviço de Saúde Dr. Cândido Ferreira, marcou o início de uma parceria intersetorial para ampliar os projetos de Economia Solidária e Geração de Renda da Rede de Saúde Mental de Campinas. Estiveram presentes no evento representantes das secretarias municipais de Cidadania, Assistência e Inclusão Social; Trabalho e Renda; e Saúde, do Banco Popular da Mulher, do Fórum GeraRenda, do Centro de Referência em Cooperativismo e Associativismo (CRCA), da Coordenação de Saúde Mental, além de participantes e coordenadores de diversos projetos de inclusão social e cooperativas de trabalho.

O evento marcou o primeiro encontro entre os diversos setores para tratar das oficinas de trabalho e ecosol na Saúde Mental. Nos diversos depoimentos, foi valorizada a construção de uma rede que possa ampliar e fortalecer os projetos desenvolvidos. Como resultado final, representantes das secretarias municipais e dos projetos envolvidos marcaram uma nova reunião para a próxima semana, em que irão definir as bases sobre as quais se desenvolverá essa parceria. Segundo o secretário de Cidadania, Assistência e Inclusão Social de Campinas, Prof. Dimas Alcides Gonçalves, a nova reunião servirá para alinhar os pontos entre os diversos setores representados no encontro.

Na abertura do evento, o superintendente do Cândido Ferreira, Dr. Nobusou Oki, ressaltou o caráter histórico do encontro pela presença de representantes de diferentes setores da sociedade. Já a presidente da Associação Cornélia Vlieg, Maria José Comparini Nogueira de Sá, comentou sobre a importância de se promover o trabalho através de uma Rede Intersetorial, com a participação de todos os presentes no encontro. Após as apresentações dos diversos participantes, a coordenadora do Núcleo de Oficinas de Trabalho (NOT), Cleusa Ogera Cayres, apresentou um vídeo sobre as oficinas realizadas através da parceria entre Cândido Ferreira e a Associação Cornélia Vlieg.

A coordenadora da Saúde Mental da Secretaria Municipal de Saúde de Campinas, Carla Machado, afirmou que o principal desafio do encontro é construir uma rede para fortalecer os projetos de Geração de Renda e Economia Solidária da Saúde Mental, que mostram um grande potencial de crescimento.

O diretor da Secretaria de Trabalho e Renda, Flávio Sartori, afirmou que este é o início de um diálogo que resultará em uma parceria entre as secretarias municipais e as oficinas de trabalho na Saúde Mental e que, para isso acontecer, é preciso estabelecer metodologias de trabalho em conjunto.

O Prof. Dimas Alcides Gonçalves considerou a questão das drogas na cidade, garantindo que a posição da prefeitura é considerá-la como um problema da Saúde e da Assistência Social e não da Segurança Pública. Dizendo NÃO a Internação Compulsória. O secretário ainda afirmou que, nesse contexto, os projetos de Geração de Renda e Economia Solidária são fundamentais na política municipal.

O secretário parlamentar e membro da Rede Estadual de Saúde Mental e ECOSOL e do Fórum Paulista de Economia Solidária, Leonardo Pinho, articulador do encontro, resumiu os principais aspectos conversados no encontro: a urgência de se promover a parceria, de se construir o Programa Municipal de Apoio ao Cooperativismo Social (PROMACOOP – Social), a importância de trabalhar com os projetos de trabalho e renda que já existem e de o trabalho ser realizado através de um pacto intersetorial, coordenando a ação das diversas secretarias e dos projetos envolvidos.

O Cândido Ferreira conta atualmente com 15 oficinas de Inclusão Social pelo Trabalho, pautados na ECOSOL, que atuam na área de vitral artesanal, vitral plano, velas, mosaico, construção civil e ladrilho hidráulico, parceria, papel reciclado, gráfica, marcenaria, culinária e eventos, nutrição, serralheria, pintura, parceria e agrícola. Estas oficinas atendem um público aproximado de 300 pessoas, e existe uma fila de espera para abertura de novas vagas. O Fórum GeraRenda que representa as 33 oficinas e projetos de trabalho atualmente conta 450 pessoas.

Conheça o Fórum GeraRenda: www.forumgerarenda.wordpress.com

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: