I Prêmio Cultural Loucos pela Diversidade

Loucos pela DiversidadeO Ministério da Cultura, representado pela Secretaria da Identidade e da Diversidade Cultural, em parceria com o Ministério da Saúde, representado pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), por meio do Laboratório de Estudos e Pesquisas em Saúde Mental (LAPS) e a Caixa Econômica Federal (CEF) publicaram no Diário Oficial da União (DOU) o edital do I Prêmio Cultural Loucos pela Diversidade 2009 – Edição Austregésilo Carrano.

O lançamento da premiação foi anunciado na tarde dessa quinta-feira, 21 de maio, na cidade mineira de Betim, no Auditório do Centro Administrativo. O anúncio fez parte do debate Loucura e Cultura da Semana da Luta Antimanicomial realizada na cidade, que neste ano tem como tema ‘Inclusão e Diver-Cidade’. Representando o MinC, participou do evento a coordenadora de Cultura e Saúde, da SID/MinC, Patrícia Dorneles.

Serão premiadas 55 iniciativas, divididas entre quatro categorias. A primeira destinará sete prêmios para instituições públicas que atuam na interface Saúde Mental e Cultura; na segunda oito prêmios serão destinados para organizações da sociedade civil, instituições privadas, entidades e associações sem fins lucrativos. A terceira categoria reservará 20 prêmios a grupos de pessoas sem vínculo institucional que tenham ou tenham tido vínculo como usuários de instituições ou serviços de saúde mental que desenvolvam atividades artístico-culturais. As 20 premiações restantes serão destinadas para pessoas em sofrimento psíquico que tenham ou tiveram vínculo com instituições ou serviços de saúde mental que desenvolvam atividades artístico-culturais individualmente. Nas categorias em que a premiação será destinada a instituições ou grupos de pessoas o valor será de R$ 15 mil, já para o prêmio individual o repasse será de R$ 7,5 mil. Cada candidato poderá inscrever-se em somente uma categoria e com até três iniciativas artísticas culturais. Segundo os organizadores, o edital tem como objetivos promover uma nova visão de política cultural e da política de saúde mental onde o respeito à identidade e à diversidade constroem um país mais democrático no sentido de incluir, socializar, descentralizar e potencializar a todos o direito à criação e à produção cultural. E, também, promover e garantir o protagonismo das pessoas em sofrimento psíquico na construção das políticas públicas de cultura, na criação e produção cultural, entre outro que promovam a inclusão, a emancipação, a autonomia e o direito à cidadania de indivíduos em sofrimento psíquico. O processo que culminou no lançamento da premiação teve início em 2007 quando a SID/MinC e a Fiocruz realizaram a Oficina Loucos pela Diversidade, com o objetivo de construir ações e diretrizes para as políticas públicas de cultura. Além desse edital, a iniciativa resultou em publicação com o mesmo nome, a qual já teve distribuídos mais de três mil exemplares em diversos eventos de âmbito nacional e internacional.

Os formulários, o edital e seus anexos são encontrados na página do Ministério da Cultura (clique aqui)

Anúncios

2 Responses to I Prêmio Cultural Loucos pela Diversidade

  1. Luciano de Melo São Pedro disse:

    Boa tarde, quero expressar meu sentimento de gratidão e alegria por ter conhecimento de um trabalho efetivado com tamanha importancia. Sei por exp própria o que é ser excluido, negligenciado, não aceito e o quanto é dificl manter a auto-estima nestas situações. Considero-me como um “doente” pois já quis mudar muitas coisas sem conhece-las profundamente. Hoje entendo que temos que ser gratos e disciplinar-nos para termos bom convivio social, agregar valor, servir como formador de opiniões e influencias. Sou uma pessoa simples, morador de Embu há 27 anos, amo e tenho orgulho da minha cidade e onde convivo procuro transmitir minha alegria (dentro das minhas tristezas)… pois aprendi a ser grato com o pouco e saber admnistra-lo… Já fui frequentador do grupo de poetas de embu, já auxiliei na coordenação de grupos de jovens e coloco-me a disposição para trabalho voluntario nas horas vagas

    Um forte abraço para todos!

    Luciano de Melo São Pedro

    • Ola Luciano,

      Muito bom seu depoimento. A Rede de Saúde Mental e ECOSOL é um espaço de articulação de projetos/ empreendimentos de trabalho e produção cultural da saúde mental. Nossa próxima reunião é no dia 21 de outubro. Sempre entre em nossa página que estamos sempre convocando as reuniões por aqui. Um abraço.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: